Notícia - Ouro Safra
Aumenta rapidamente uso de sementes tolerantes a herbicidas.
Informações divulgadas pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) indicaram que o uso de sementes tolerantes a herbicidas (HT) aumentou rapidamente no país. De acordo com o USDA, as primeiras plantas tolerantes ao glifosato e glufosinato foram criadas pela inserção de genes de bactérias do solo.

Segundo o Departamento, o percentual de área plantada com milho, algodão e soja transgênicos atingiu um grande patamar nos últimos anos, em parte porque as taxas de adoção dessas sementes já são bastante altas e porque a resistência das ervas daninhas ao glifosato continuou a se desenvolver e se espalhar. À medida que os problemas causados pelas ervas daninhas resistentes ao glifosato se intensificam, variedades de culturas com novas características de HT estão sendo desenvolvidas.

Em geral, o uso de milho, algodão e soja HT nos Estados Unidos aumentou rapidamente após a sua comercialização em 1996, sendo que uso de soja HT se dissipou mais rapidamente, em grande parte porque a resistência das ervas aos herbicidas chamados inibidores da ALS se desenvolveu na década de 1980. Em comparação, o uso de milho transgênico aumentou relativamente devagar, talvez porque os produtores de milho pudessem usar o herbicida atrazina, uma alternativa eficaz ao glifosato que não poderia ser aplicado à soja ou ao algodão.

Uma planta geneticamente modificada (OGM), nesse caso específico da tolerância, é aquela em que um DNA estranho é inserido em seu genoma usando técnicas de laboratório. Por exemplo, uma nova variedade HT de soja que é tolerante a herbicidas chamados inibidores de HPPD estará disponível para os produtores dos EUA em 2019.
Fonte: agrolink

Ouro Safra® 2012. Todos direitos reservados