Notícia - Ouro Safra
Safra de grãos dever ter aumento de 1,6%, diz IBGE.
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nova estimativa. Em março, a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas para 2019 foi estimada em 230,1 milhões de toneladas, 1,6% acima da safra de 2018 (mais 3,6 milhões de toneladas) e 0,6% superior ao obtido na 2ª estimativa (mais 1,3 milhão de toneladas). Já a área a ser colhida é de 62,3 milhões de hectares, 2,3% maior que a de 2018 (mais 1,4 milhão de ha) e 0,6% maior que a 2ª estimativa (mais 399,4 mil ha).

Se confirmada a projeção, será a segunda maior safra do país na série histórica do IBGE, iniciada em 1975. O recorde foi registrado em 2017, quando foram colhidas 238,4 milhões de toneladas.

O arroz, o milho e a soja representam 93,1% da estimativa da produção e respondem por 87,2% da área a ser colhida. Em relação a 2018, houve aumento de 4,8% na área do milho, 2,0% na área da soja e queda de 10,0% na área de arroz. Já na produção, ocorreram quedas de 4,5% para a soja, de 10,6% para o arroz e acréscimo de 11,9% para o milho. Mato Grosso é o maior produtor nacional de grãos, com uma participação de 27,0%, seguido pelo Paraná (15,9%) e Rio Grande do Sul (14,7%). Somados, esses três estados representaram 57,6% do total nacional.

Já a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas apresentou a seguinte distribuição regional: Centro-Oeste (103,4 milhões de toneladas); Sul (77,0 milhões de toneladas); Sudeste (21,9 milhões de toneladas); Nordeste (18,9 milhões de toneladas) e Norte (8,9 milhões de toneladas). Em relação a 2018, ocorreram aumentos de 2,4% na Região Centro-Oeste e de 3,3% na Região Sul. Houve quedas de 4,4% na Região Sudeste e 1,2% na Região Nordeste. Na Região Norte não houve variação.
Fonte: agrolink

Ouro Safra® 2012. Todos direitos reservados