Artigo - Ouro Safra
Café: Brasil bate recorde nas exportações do ano-safra 2018/2019.
Dados disponibilizados pelo Conselho dos Exportadores de Café do Brasil, Cecafé, apontam que no ano-safra, que vai de julho de 2018 a junho de 2019, o Brasil exportou 41,1 milhões de sacas de café.

Para o presidente do Cecafé, Nelson Carvalhaes, esse é um recorde histórico, com um aumento de 35% quando comparado com a safra anterior. “O que demonstra o quanto o Brasil tem trabalhado há muitos anos no café, como investiu em pesquisa, tecnologia, indústria local, incrementou o consumo e faz uma produção eficiente e estável”, completa.

A receita cambial no ano-safra 2018/2019 foi de US$ 5,3 bilhões (equivalente a R$ 20,8 bilhões), representando também um aumento de 9,8%, em relação ao mesmo período anterior.

Em relação às variedades embarcadas de julho de 2018 a junho de 2019, o café arábica representou 81,7% das exportações, com 33,6 milhões de sacas; o solúvel, 9,5% (3,9 milhões de sacas) e o robusta, 8,8% (3,6 milhões de sacas). Na comparação com o ano-safra 2017/2018, o Brasil exportou 27,9% a mais de café arábica, 11,3% a mais de café solúvel e 429,1% a mais de café robusta. Um crescimento geral em função da última safra.

Já sobre as exportações mensais, em junho, o Brasil exportou 2,9 milhões de sacas de café, um crescimento de 12% em relação ao mesmo mês do ano passado e maior volume para um mês de junho nos últimos cinco anos. A receita cambial no mês chegou a US$ 340,3 milhões, queda de 10,9% em relação a junho de 2018, enquanto que o preço médio foi de US$ 117,64, decréscimo de 20,5% em relação ao mesmo período de 2018.

Foram embarcadas 75,8% de café arábica (2,2 milhões de sacas), 13,3% (385 mil sacas) de canéfora e 10,7% de solúvel (311 mil sacas).

Ano civil de janeiro a junho de 2019

Nestes seis primeiros meses do ano o Brasil exportou 20 milhões de sacas, também, um recorde histórico para o período. Um aumento de 37,4% na comparação com o primeiro semestre de 2018. A receita cambial no período foi de US$ 2,5 bilhões, alta de 10,5% em relação ao mesmo período de 2018. Já o preço médio foi de US$ 125,52, decréscimo de 19,6% na mesma base comparativa com 2018.

Principais destinos

No ano safra 2018/2019 o café brasileiro foi exportado para: os Estados Unidos, com a exportação de 7,5 milhões de sacas (18,3% dos embarques totais no período); Alemanha, com a exportação de 6,6 milhões de sacas (16,1%); Itália, com 3,7 milhões de sacas (8,9%); Japão, com 3 milhões de sacas (7,4%); Bélgica, com 2,8 milhões de sacas (6,7%); Reino Unido, com 1,3 milhão de sacas (3,2%); Turquia, com 1,2 milhão de sacas (2,9%); Federação Russa, com 974 mil sacas (2,4%); Canadá, com 919 mil sacas (2,2%); e Espanha, com 843 mil sacas (2,1%).

Todos os dez principais destinos apresentaram, quando comparado ao ano-safra 2017/2018, crescimento no consumo de café brasileiro, sem exceções. Entre eles, destaca-se o Reino Unido, que importou 57,1% a mais de café brasileiro; Japão, com crescimento de consumo de 48,5% e Turquia, com crescimento de 40,4%.
Fonte: agrolink
Safra 2020 terá produção inferior à de 2018. 15/09/2019
Há alguns meses, o Conselho Nacional do Café (CNC) tem alertado que a safra 2020 de café do ...
Artigo Leia mais
Bancada do arroz do RS quer estimular fluxo de informações do setor. 14/09/2019
A Frente Parlamentar da Agropecuária Gaúcha (FPA Gaúcha) é um instrumento que vai contribui...
Artigo Leia mais
Citrus: Tahiti já é negociada a R$ 60,00/cx em SP. 13/09/2019
Por mais uma semana, os preços da lima ácida tahiti seguem avançando no estado de São Paulo...
Artigo Leia mais
Produção de açúcar da Índia pode ser a menor em 3 anos por secas e inundações. 12/09/2019
A produção de açúcar da Índia pode cair 20% em 2019/20, para o menor nível em três anos,...
Artigo Leia mais

Ouro Safra® 2012. Todos direitos reservados