Notícia - Ouro Safra
Aumento do frete pesa em negócios com a China
“O mercado CFR da China para os grãos dos EUA estava quieto".
Nos mercados à vista, as atividades foram quase paralisadas antes do relatório do Wasde, com prêmios estáveis tanto em base CFR quanto FOB. “Os compradores chineses continuaram a mostrar interesse pelos embarques brasileiros entre abril e julho deste ano, com ofertas firmes para abril dadas a 132 c/bu sobre o futuro de maio contra as ofertas indicadas 10 c/bu acima. As ofertas para outras remessas foram em grande parte 10 c/bu abaixo do nível oferecido, já que as taxas de frete mais altas aumentaram as ofertas”, comenta.
“O mercado CFR da China para os grãos dos EUA estava quieto, sem uma ação de compra firme, apesar da verificação contínua dos preços dos embarques de janeiro/fevereiro da PNW. O indicador CFR China para remessa de fevereiro da opção mais barata permaneceu inalterado em 165 c/bu em relação ao março futuro, equivalente a $ 582,5, alta de $ 17,75/t no dia”, completa.
As ofertas para o embarque foram ouvidas em 160-162 c/bu sobre o março futuro. “Na origem, os prêmios permaneceram estáveis no dia, com o embarque de fevereiro do Golfo oferecido a 102 c/bu sobre os futuros de março na base FOB e o mesmo embarque do PNW indicado a 130 c/bu sobre o futuro de março. Enquanto os prêmios das barcaças CIF caíram 1-2 c/bu com os embarques de fevereiro a maio avaliados em 78 c/bu sobre os futuros de março e maio”, indica.
“No Brasil, os prêmios ficaram estáveis, apesar da valorização do real em relação ao dólar. O embarque de fevereiro em Paranaguá foi atrelado a 70 c/bu sobre o março futuro, que equivalia a $ 547,5/t”, conclui a TF Agroeconômica.
Fonte: AGROLINK

Ouro Safra® 2012. Todos direitos reservados