Notícia - Ouro Safra
Brasil vende menos soja para a China, mas dependência volta a aumentar.
A China já havia sinalizado que compraria menos soja do mundo em 2019, devido um surto de peste suína que afetou o país e gerou o abate de suínos. Por enquanto o Brasil vem sentindo o efeito na pele e praticamente vendeu menos soja para os asiáticos em cada um dos meses deste ano (exceto em fevereiro) se comparado a 2018. Entretanto a participação dos asiáticos nas vendas totais brasileiras está aumentando.


Em julho o país asiático comprou 6,320 milhões de toneladas do Brasil, 20,7% a menos do que havia comprado no mesmo mês do ano passado e 8% a menos que em junho de 2019 (6,870 milhões de toneladas).

Em termos financeiros, também foi possível notar o recuo. A China gastou em julho US$ 2,249 bilhões com compra de soja do Brasil, 29,6% a menos que os US$ 3,198 bilhões de julho de 2018 e 3% a menos que em junho deste ano.

De janeiro a julho os chineses compraram 11,2% a menos do Brasil ante os 7 meses do ano anterior, somando em 2019 38,989 milhões de toneladas, ante as 43,917 milhões do ano passado.

Brasil depende mais da China
Um ponto importante a ser avaliado, além do comparativo mensal, é a participação da China nas vendas totais do Brasil. E neste sentido a situação se mostra favorável. Em julho, das 6,3 milhões de toneladas de soja exportadas, 80,8% foram para a China, no ano passado a participação deles era de 78,1%.

Em junho a participação chinesa também foi maior que a do ano passado. Antes disso, em março abril e maio as compras chineses estavam muito abaixo do que normalmente são, na casa dos 69%, contra uma média de 78% de 2018. Em janeiro e fevereiro de 2019, por sua vez, os índices eram bem maiores que do ano passado (veja na tabela abaixo).

“Embora estejamos exportando menos, porque produzimos menos, a China praticamente parou de comprar dos Estados Unidos e por isso a sua participação está aumentando nas vendas do Brasil. Eles também estão comprando menos e o foco deles é a soja brasileira”, diz o analista Luiz Fernando Gutierrez, da Safras & Mercado.

Com isso, no acumulado de janeiro a julho a participação da China na venda total de soja do Brasil está em 75% em 2019, contra 77% de 2018.
Fonte: canalrural

Ouro Safra® 2012. Todos direitos reservados