Notícia - Ouro Safra
Maçã produzida em Caçador rende 80 mil euros para Santa Catarina
Uma nova variedade de Maçã desenvolvida pela Epagri, a SCS426 Venice, já rendeu 80 mil euros para Santa Catarina em um acordo com a International Fruit Obtention, empresa francesa licenciada para testar e desenvolver os novos cultivares, e a Rivoira, empresa italiana sublicenciada.

De acordo com o gerente da Estação Experimental da Epagri em Caçador, Renato Vieira, a Epagri vai receber mais 1% das vendas líquidas em royalties.

"O volume de frutas que essas empresas produzirão deverá ser alto, pois vai atender às demandas dos mercados dos países europeus. Portanto, em alguns anos, a Epagri vai receber valores bem significativos. O acordo prevê plantio de pomares comerciais em todos os países onde a sublicenciada tem negócios. Para tanto um programa de marketing e produção para esse fim será organizado com as empresas parceiras", disse Vieira.

A Epagri já recebe desde 2019 royalties da venda para 23 países da União Européia de outra maçã desenvolvida em Caçador, a Monalisa.

A Venice, que significa Veneza em inglês, teve seu nome escolhido por ser simples, fácil de ler e escrever e por ser atraente. De acordo com o engenheiro agrônomo e pesquisador aposentado que atuou como responsável pelo Programa de Melhoramento Genético da Macieira da Epagri, Frederico Denardi, foram 15 anos de estudos, entre 2000 e 2015, até que houve a decisão de lançamento da Venice.

"Ela possui todas as características essenciais, como boa adaptação climática no Sul do Brasil, bom espectro de resistência às principais doenças da macieira, alta qualidade dos frutos em aparência, sabor e textura da polpa, necessárias para atender o setor produtivo e consumidores", disse Denardi.

Ele afirmou que a Venice permite melhor escalonamento na colheita das maçâs, pois sua produção é em março, entre as safras da variedade Gala (fevereiro) e Fuji (abril/maio).

Fonte: Agrolink 


Ouro Safra® 2012. Todos direitos reservados