Notícia - Ouro Safra
Plantio de inverno: é hora de fertilizar e proteger o solo.
Finalizada a colheita da safra de verão, especialistas recomendam manter o solo coberto para proteger e fertilizar o solo, além de, inclusive, gerar uma fonte de renda a mais para o produtor.

No inverno, a orientação de consultores agronômicos é evitar deixar a área produtiva sem plantio. Por isso, em muitas regiões já iniciaram a implantação de culturas como canola, trigo e aveia branca.

De acordo com o consultor e engenheiro agrônomo Thiago Zanchi Prevedello, cobrir o solo com algum cultivo ajuda a evitar a erosão e diminui o impacto da água de chuva e da incidência do sol na terra. Além disso, o técnico explica que utilizar algum tipo de fertilizante mineral pode trazer grandes benefícios também para as culturas de verão.

“A utilização de produtos à base de enxofre e cálcio em áreas agrícolas é muito recomendada para o aumento de fertilidade e construção de perfil de solo, criando ambiente favorável ao desenvolvimento de raízes em profundidade e assim amenizando perdas de produtividade por falta de chuvas, o que é muito comum em algumas regiões do estado”, afirma Prevedello.

Já o especialista em solo, Eduardo Silva e Silva, da SulGesso, empresa referência no fornecimento de fertilizantes minerais, lembra que é no inverno que se prepara a lavoura para a cultura de grãos no verão. No caso do plantio direto, o sulfato de cálcio, também conhecido como gesso agrícola granulado, entra como protagonista, fundamental na adubação de sistema, ou seja, uma parte da adubação no inverno e o resto no verão. “Ainda há uma mentalidade de que cultura de inverno não precisa de adubação, mas o ideal é investir na adubação e nutrição do solo, 70% no inverno e 30% no verão”, enfatiza o especialista.

O agrônomo defende que ''como há benefícios diretamente no solo, com influência na lavoura de verão, o cultivo de inverno é um investimento”. Conforme Silva e Silva, a cobertura ajuda na recuperação das propriedades físicas, químicas e biológicas do solo, o que pode significar um aumento de produtividade de até 15% na safra principal, desde que sejam usadas sementes de boa qualidade e a lavoura seja conduzida com critério.

Em relação aos benefícios do sulfato de cálcio, o agrônomo da SulGesso lembra que produtos como o SulfaCal atuam nas camadas mais profundas do solo, combatendo o vilão alumínio tóxico e melhorando o ambiente radicular. Na forma granulada, o SulfaCal representa grandes ganhos para o produtor em termos de redução de custo e quantidade de aplicação.
Fonte: agrolink

Ouro Safra® 2012. Todos direitos reservados