Notícia - Ouro Safra
Preços da soja podem subir em Chicago? Veja o que o mercado espera do USDA
O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) irá divulgar nesta terça-feira, 12, o seu relatório sobre a produção de soja 2020/2021 e estoques dos Estados Unidos. Os operadores de mercados internacionais já fizeram suas apostas e preveem que tanto a safra como também os estoques serão revisados para baixo.
“Se os números do USDA virem parecidos com a perspectiva do mercado, isso é positivo, mas vale lembrar que já foi precificado, pelo menos boa parte. Mas ainda terá espaço para subir um pouco”, diz o analista da Safras & Mercado, Luiz Fernando Gutierrez.
Segundo as expectativas dos analistas consultados pelas agências internacionais, a safra de soja dos Estados Unidos em 2020/2021 deverá ser reduzida para 113 milhões de toneladas (4,155 bilhões de bushels). Em dezembro o número estimado pelo USDA era de 113,4 milhões de toneladas (4,170 bilhões de bushels).
Soja: importação cresce mais de 5 vezes e Brasil fecha 2020 com maior compra em 17 anos
Já os estoques de passagem dos Estados Unidos podem ser reduzidos para 3,674 milhões de toneladas (135 milhões de bushels), conforme expectativa dos operadores de mercado. Vale destacar que em dezembro, a previsão da entidade ficou em 4,762 milhões de toneladas (175 milhões de bushels).
A previsão para os estoques finais globais também deve ser diminuída em 2020/2021 e chegar agora a 83 milhões de toneladas, contra 85,6 milhões projetados no mês passado pelo Departamento de Agricultura do país.
Brasil pagou mais pelas importações de soja do que recebeu pelas exportações?
“Se os números do USDA vierem abaixo do que o mercado espera, isso abre espaço para uma nova boa subida nos preços. Mas se vierem abaixo pode sim ter uma revisão”, finaliza Gutierrez.
Fonte: Canal rural

Ouro Safra® 2012. Todos direitos reservados